Pároco promove abaixo assinado contra comércio fechado

 Pároco promove abaixo assinado contra comércio fechado

O padre Paulo César Alves Rodrigues, promoveu um abaixo assinado em Borrazópolis e teve apoio de comerciantes locais para o preencher o manifesto com mais de cem assinaturas contra o decreto que fechou atividades do comércio. Ele falou sobre o assunto ao radialista Wellington Jhonis, na Rádio Colina do Vale nesta quinta-feira. “Teve pessoas que puderam ficar com os estabelecimentos abertos que também assinaram em um gesto de solidariedade impressionante por aqueles que tiveram que fechar”, disse o sacerdote.

Apesar de considerar que o documento por si só, não pode reverter a situação até mesmo a Associação Comercial de Borrazópolis, participou. “Quem tem o poder de tomar a decisão poderia levar em consideração que a população não está feliz com a situação e o abaixo assinado serve para mostrar um posicionamento da sociedade e a partir disso, buscar os meios legais”, explica.

O presidente da Associação Comercial, Vilmar Sapatieri acompanhou esteve na entrevista e expressou o apoio dele e dos demais diretores à iniciativa. “O comércio não compromete. Nós sabemos que o problema é a aglomeração e o não uso de máscara. Isso que as prefeituras devem fiscalizar isso. O comércio tá pagando sem nada haver”, comentou.

O pároco cita o Bispo Diocesano Dom Carlos José, que repassou as restrições do decreto para as igrejas. “Existe situações que são próprias daquele local e a gente deve levar em consideração cada caso”, pontua.

Um dos objetivos das assinaturas, também é mostrar às pessoas que a contaminação não está somente nos comércios. “Para quem não respeita as normas – especialmente em festas, onde as pessoas se contaminam e levam a doença para outros”, considera.

O documento foi protocolado e entregue ao prefeito da cidade. “Eu sei que o executivo municipal fica de mãos amaradas, mas isso ajuda a reforçar as manifestações contra o decreto para dar forças aos prefeitos”, justifica o padre.

Até esta quinta-feira (03), Borrazópolis acumula 424 casos confirmados de coronavírus, 394 recuperados e 12 mortes pela doença.

Em dois dias, duas mortes causaram comoção em Borrazópolis esta semana. Na quarta-feira (03), teve o sepultamento de uma servidora pública quetrabalhava na Saúde do município. Edineia Suzete Piva Porto, tinha 47 anos e ficou dez dias internada no Hospital da Providência. Na quinta-feira (04), Antonio das Neves Neto, foi a 12ª vítima fatal da covid no município. ‘No”, como era conhecido, tinha 55 anos e também estava internado no Hospital da Providência, de Apucarana.

O município de Borrazópolis aderiu na íntegra o decreto do Estado do Paraná que fechou atividades não essenciais do comércio no último sábado(27) até às 5h do dia 8 de março. Além do comércio, o governo também impôstoque de recolher das 20h à 5h em todo estado.

Fonte: TN Online

Outras notícias

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com